PQD – Rodas, Trocas e Toré

Após uma inspiradora oficina técnica de comandos básicos e Baobáxia, todos os presentes participaram de uma grande roda com a Secratária da Cidadania e Diversidade Cultura, Ivana Bentes, e outros parceiros institucionais da Fundação Banco do Brasil. Logo de cara, Ivana ressaltou a importância da Casa de Cultura Tainã e Rede Mocambos  “É uma alegria ver esse clima vibrante que a Casa de Cultura Tainã te  m! A Rede Mocambos foi uma inspiração para os Pontos de Cultura e articulação nacional da rede.”IMG_8485

No decorrer da conversa, foram feitas críticas, dadas sugestões e reconhecimento das ações positivas do Ministério da Cultura. TC Silva encerra a roda com grandes palavras “O Sistema tem que ser mudado, ele não funciona mais porque é engessado, cruel, não reconhece a própria riqueza cultural. Nós acreditamos na construção do diálogo, e quando a gente fala sobre Baobá, a gente fala sobre acolhimento, respeito pelas tradições. Não importa como o mundo é lá fora, aqui nós criamos um mundo do nosso jeito. Eu confio em você e espero que você confie em mim. À nós só cabe fazer isso, um mundo de laços de maneira sincera para todos!”

IMG_8544Após uma merecida noite de descanso, todos se reuniram cedo em uma roda onde Jaborandy Tupinambá abriu o quarto dia de Pajelança Quilombólica Digital com o Toré, dança ritual indígena. Os presentes fizeram um vibrante círculo em torno do IMG_8536Baobá e dos tambores e em meio a danças e boas energias, receberam e trocaram sementes criolas de várias espécies e de diversas regiões do Brasil, em um ato simbólico de germinação da amizade e fortalecimento dos laços. Um canto em tupi foi entoado pela roda “Meu papagaio seu canto é bonito e veio tão lindo do lado de lá! Pisa, pisa, quero ver pisar. Terreiro dos índios de Ororubá!”

IMG_8573Em paralelo a isso, TC Silva, Rasta Jorge, Mestre Alceu e Vince conversavam com Takashi Tome, gerente de projetos da Rede Nacional de Ensino e Pesquisa e Janaína Lemos do Centro de Tecnologia e Inovação, onde discutiam futuras parcerias envolvendo instalação de fibras óticas e a construção de um data center da Rede Mocambos e dos movimentos Parceiros na Casa de Cultura Tainã, visando o fortalecimento das lutas, da memória e da comunicação entre os nós dessa rede.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.